quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Liga Portuguesa Contra o Cancro promove peditório nacional



A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai promover, nos dias 31 de Outubro e 1, 2 e 3 de Novembro um novo peditório nacional, única fonte de financiamento que ajudará quem vive com esta doença, noticia o site Tribuna Médica Press.

É com este peditório, com dádivas particulares e financiamento empresarial, que a Liga procura cumprir os seus objectivos nas diversas áreas de actividade, tais como investigação científica, rastreio do cancro da mama e cancro da pele, cuidados paliativos, apoio ao doente oncológico, assistência domiciliária, formação de profissionais de saúde e promoção da educação para a saúde.

O peditório decorre em diversas áreas geográficas, estando a sua organização a cargo dos respectivos Núcleos Regionais da LPCC (Norte, Centro, Sul, Açores e Madeira). Os voluntários estarão em locais distintos, tais como centros comerciais, igrejas, cemitérios, supermercados e ruas de comércio tradicional.

Também poderá contribuir para esta causa através do NIB: 0007 0044 00005120006 74

...

Nunca é demais a nossa ajuda.
Para esta causa, todas as ajudas são poucas, tendo em conta o progressivo aumento de pessoas com cancro, todos os anos, e a resistência aos fármacos que o "bicho" vai desenvolvendo requer uma constante investigação cientifica.
Uma moeda, outra moeda e mais outra... são muitas moedas e uma maior oportunidade de chegar mais longe na ajuda de quem precisa.

Basta uma moeda...

Bjos

5 comentários:

Nela disse...

Esta e outras associações devem ser apoiadas. São elas que permitem colmatar os espaços que o sistema de saúde ainda deixa em branco. De salientar que muita gente está viva por ter feito rastreio nas carrinhas da Liga.

Cristina J. disse...

Eu apoio todos os anos.

E em RM já houve quem detectasse cancro numa carrinha de rastreio... e fosse a tempo!
Há mulheres que fazem pela 1ª vez este exame nestas carrinhas, já depois de serem avós, imagine-se.

Vamos apoiar.

Cinda disse...

Estas associações devem ser apoiadas como diz a Nela. Isso é verdade, porque eu detectei o meu carcinoma no rastreio efectuado pela carrinha, apesar de oito meses antes ter efectuado exames e estar tudo bem. No entanto, também foi na Liga que efectuei a minha biópsia, a qual, segundo informação de especialistas, não foi efectuada da forma mais correcta, dando origem à metastização para os gânglios linfáticos.
Mas não é por isso que não devemos ajudar, porque muitas mulheres não têm outra forma de fazerem os exames, devido ao seu sistema de saúde e são estas carrinhas que percorrem o País que salvam muitas vidas.
Vamos ajudar neste peditório para que possamos ter cada vez mais técnicos especializados a fazer os exames e mais conscientes do que estão a fazer.

IsaLenca disse...

Todos os anos ajudo. Mas mesmo que seja com pouco o que interessa é ajudar!
Pois é Cinda, conheci melhor a tua história de vida no Porto Canal. E que bem que estavas.
E aqui o Mov RE também não foi esquecido o que é óptimo...divulgar, divulgar.

Lina Querubim disse...

Força vamos ajudar ;) uma gota de água não é nada mas muitas juntas formam um oceano!
Beijinhos